Arte Eletrônica Live Cinema Conectyv Art

Afactory

Afactory Transmidia é formado por artistas multimídia que buscam experimentar com processos híbridos de criação, cinema, vídeo, música, internet e mobilidade.

Atualmente, o grupo apresenta dois trabalhos de live cinema (Glauber-Machine e Pixel Pixo – Poesia Pixel), e desenvolve um projeto de festival nômade colaborativo na rede, o Conectivo Transmidia.

O grupo é composto pelos artistas Pedro Paulo Rocha (cineasta, artista multimídia e pesquisador de transmídias e arte colaborativa), Caleb Mascarenhas (músico multi-instrumentista e produtor que trabalha com música eletrônica desde o ano 2000), Fernando Falcoski (multi-intrumentista, designer e produtor musical do selo Samacô Records) e Danilo Barros (cineasta e VJ, apresentou-se em clubes famosos da França e Brasil).

Afactory conta também com  colaboração   dos artistas   Paulinho Fluxuz , Paloma Oliveira, Felipe Ribeiro, Carlito Moreira, Thais de Almeida, Mari Rizzo, Paula Pin,  Leonardo Romano,  Nacho Durán.

Pedro Paulo Rocha é cineasta, artista multimídia e pesquisador de transmidias e arte colaborativa. Criou e participou ativamente  de diversos grupos coletivos de arte, movimentos de livre pensamento e expressão: Universidade Livre, Mobile Coletivo, MzMidia, Escola Nômade de Filosofia, La Tintota,  Escola Fluxos de Arte. Realiza Lab de arte e mídia, projetos de web arte,  video-arte, curtas experimentais, poesia e arte sonora, documentários, montagem de filmes e composição de musicas.  Participou do File Hipersônica, com apresentações de  live-image 2006, 2007. Em 2008 participou da exposição coletiva no Festival  Art Mov em Belo Horizonte. No mesmo ano compôs outra  exposição: Mobilidade em Devaneio, no espaço cultural Vivo, em São Paulo.  Participou de um programa especial no Festival Internacional de Curtas de São Paulo  e  da mostra de Cinema de  BH. Já teve publicações de ensaios em catálogos, blogs e  revistas eletrônicas.   Participou de diversas atividades em Festivais de Cinema e Arte Eletrônica, mesas de debate, fez palestras, apresentou performances live, ministrou oficinas e laboratórios.  Atualmente o  artista faz parte do Coletivo virtual ‘Conectivo Transmidia’  onde está iniciando vários projetos colaborativos em rede além de  apresentações de Live Cinema.

Danilo Barros é cineasta, vídeografista, produtor audiovisual e pesquisador livre. Foi produtor de “Vídeo sobre tela”, ganhador do Prêmio do Júri no festival de gramado na categoria 16mm. Criou a abertura, o fechamento e o cartaz de “Saia Santa” , ganhador do prêmio revelação do Festival Internacional de curtas-metragens. Participou ativamente de diversos coletivos como o M.E.F.I.S.T.O, o grupo Oculto do Aparente, o Ibrasotope e o quarteto Pink Monkey Flower. Como Vj, faz parte do grupo parisiense Invisible Vjs e se apresentou em diversos lugares como D-Edge, Vegas, Glória, Clash Club, Teatro Alfa, Tostex, Anzu Club, Tapas, MIS, entre outros. Atualmente é sócio das produtoras Limão Azul e Papaya filmes e é membro do coletivo virtual Conectivo Transmídia, além do próprio Afactory.

Caleb Mascarenhas Desde 2000 Caleb Mascarenhas faz música eletrônica, produziu a coletânea de grupos de Hip Hop de São Carlos “Evolução Cultural”, atualmente participa do grupo Lavoura de Nu Jazz. Com o grupo Lavoura já tocou em diversos locais consagrados na cena paulistana dentre eles o D-Edge, Loveland, Studio SP, Tapas Clube, Sarajevo, Via Funchal entre outros. Lançou com o grupo os discos Máquinas Híbridas e Kosmophonia.

Também desenvolve projetos em arte eletrônica, apresentou performances na OCA (no parque Ibirapuera -exposição Corpos Pintados), Galeria Vermelho (Mostra Verbo), Galeria Emma Thomas, festival FILE_Hipersônica(2005 e 2006) e no MIS em 2010. Produziu trilhas para os filmes “Cabeça de gelo – a típica sina do homem metáfora”, de Vitor Kawakami e “O Botão” de Pietro Picolomini. Além de músico Caleb Mascarenhas é cientista social, educador, programador e DJ.

Fernando “TRZ” Falcoski é multi-intrumentista, designer e produtor musical do selo Samacô Records, pelo qual lançou mais de vinte cds de música pop, eletrônica, rock, hip hop e cultura popular. Integra as bandas Lavoura, Cérebro Eletrônico, Sistema Asimov de Som, Acutilado, Flavião e o Retrofuturismo. Atualmente remixou artistas como Eumir Deodato, The Politik (Marc de Clive Lowe & Bembe Segue), DJ Dolores, Chico Correa & Eletronic Band, Lucas Santtana & Seleção Natural, Projeto Cru, e revisitou os mestres Moacir Santos e Dom Um Romão, ainda lançou um álbum virtual no portal de música JAMENDO, com licenciamento Creative Commons. Em seu DJ set, TRZ faz um crossover da eletrônica passando por alguns de seus diversos estilos: broken beats, deep house, drum’n’bass, electro e hip-hop combinados a elementos orgânicos do jazz, dub, rock e afro-futurismos.

Paulinho ‘Fluxus’ é performance, artista plástico, iluminador, pesquisador de novas novas midias e interfaces tecnologica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s